18
dez 14

Estudante cria dispositivo que retira sujeira da água da chuva


Uma iniciativa desenvolvida pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) promete facilitar o uso de água de chuva para o consumo humano. O sistema retém a água da chuva desviando as impurezas por meio de um dispositivo.

A tecnologia melhor significativamente a qualidade do líquido que pode ser armazenado em cisternas e ser consumido posteriormente. O dispositivo, batizado de Desviufpe, foi desenvolvido pelo engenheiro civil Júlio César Azevedo com ajuda das professoras Sávia Gavazza e Sylvana Melo dos Santos.

O projeto se baseia em uma técnica de desvio existente, mas que foi aprimorada pelo Núcleo de Tecnologia do campus da UFPE em Caruaru, agreste pernambucano. Os modelos anteriores eram feitos de concreto, o que ocasionava vazamento frequentemente.

O equipamento é feito com canos de PVC, que são instalados entre a calha e a cisterna. As primeiras precipitações de água ficam mais impuras pela própria sujeira acumulada nos telhados. Estas águas enchem os tubos, onde ficam retidas, e depois podem ser usadas para fins domésticos, como limpeza da casa, quintal, rega de plantas.

O restante da água que cai, com melhor qualidade, vai direto para a cisterna. Uma medida simples e que foi testada nas residências de cem famílias da zona rural de Caruaru.

O projeto venceu o Prêmio Ana 2014 na categoria “Pesquisa e Inovação Tecnológica” e cada Desviufe custa R$ 210. Após 25 meses de monitoramento da qualidade da água, comparados as cisternas que tinham o dispositivo instalado e as que não dispunham de nenhuma barreira sanitária, concluiu-se que o dispositivo foi capaz de reduzir de 67% a 100% das impurezas.

Fonte: Ciclo vivo

Leave a Reply